Menu fechado

Por: Denner Santos dos Anjos

Carcinoma de células escamosas cutâneo em felinos: uma doença subdiagnosticada

Resumo: O carcinoma de células escamosas cutâneo compreende um dos principais tumores cutâneos em gatos induzidos pela exposição solar crônica. Devido ao seu comportamento insidioso, a maioria dos pacientes chegam para o atendimento em uma fase avançada da doença limitando as possibilidades terapêuticas. Contudo, a eletroquimioterapia (EQT) tem se destacado na medicina veterinária pela sua capacidade de induzir altas taxas de remissão e controle tumoral local. É uma nova modalidade contra o câncer frente aos tratamentos já empregados na medicina veterinária como a cirurgia oncológica, quimioterapia antineoplásica, criocirurgia, terapia fotodinâmica, imunoterapia e radioterapia. Tem-se destacado pela sua fácil administração, eficácia, baixa morbidade e limitados efeitos colaterais.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar